As atitudes de Jesus e Sócrates perante a morte e a imortalidade da alma : Compreendendo o destino humano

Será que a atitude de “pavor” e “angústia” demonstrada por nosso Senhor, nos momentos que precederam Sua morte sacrificial (Mc 14.33, 34), indicam que Ele acreditava que Sua morte O lançaria numa condição de inexistência, apartando-O do Pai? Para os defensores da antibíblica teoria da inconsciência dos mortos, sim, pois Jesus, contrariando a concepção pagã,

Read More

Jesus acreditava na imortalidade da alma e no castigo eterno dos perdidos (Mt 10.28) : Compreendendo a natureza e o destino humanos

O texto de Mateus 10.28 pode ser considerado um perfeito resumo de tudo aquilo que as Escrituras ensinam acerca da natureza e destino humanos. Nesse versículo, podemos ver, claramente, que nosso Senhor acreditava na imortalidade da alma e numa implicação natural dessa doutrina, a idéia do tormento eterno dos maus. Nas dezesseis páginas do presente

Read More

O homem foi criado imortal? <em>Compreendendo a natureza humana</em>

janeiro 1, 2011 By In Natureza humana (o que somos?) Comentários desativados em O homem foi criado imortal? <em>Compreendendo a natureza humana</em>

Durante as aulas de Antropologia Bíblica nos seminários teológicos ou nos estudos bíblicos, via de regra surgem generic cialis cheap perguntas do tipo:  “O ser humano foi criado imortal? Se sim, então por que morremos? Aliás, segundo as Escrituras, o que é ‘imortalidade’ e ‘morte’?”. A fim de suscitar no público cristão (e não-cristão) uma

Read More